Plantão
Policiais

Empresária é morta a mando de traficantes em Fortaleza por 'atrair' polícia

Publicado dia 26/07/2018 às 18h38min
Mulher foi assassinada por homens contratados para ajudar a alimentar animais, segundo a PM. Ninguém foi preso.

Uma empresária de 51 anos foi assassinada a tiros e facadas em um sítio nesta quarta-feira (25) no Bairro da Sabiaguaba, em Fortaleza. Segundo a Polícia Militar, a vítima foi assassinada a mando de membros de uma facção criminosa envolvida com tráfico de drogas no bairro, após uma discussão com vizinhos que atraiu a polícia para o local.

A empresária Eliana Aparecido Araújo, 51 anos, foi encontrada morta com diversos ferimentos provocados por arma de fogo e facas na região do tórax, nos braços e no rosto. O corpo foi localizado dentro do sítio, que havia sido comprado há cerca de um ano pela vítima para promover eventos religiosos.

Segundo o cabo Lopes da Polícia Militar, a empresária havia discutido com outros moradores do bairro, após o furto de peças de um carro da vítima. Com isso, a polícia foi acionada ao local e dois vizinhos foram levados para a delegacia há algumas semanas. Após o ocorrido, a mulher recebeu ameaças e chegou a ser agredida. O veículo foi incendiado.

Na tarde de quarta-feira, ela foi ao sítio levar ração para animais que eram criados no local. A polícia disse que ela chegou acompanhada de dois homens, moradores da Sabiaguaba, que haviam sido chamados para ajudar a descarregar o carro.

Suspeitos

 

Ao entrar no sítio, Eliana Aparecido foi agredida e assassinada. A principal suspeita da polícia é que os dois homens contratados para transportar a ração animal tenham sido os autores do homicídio.

"Ela vinha no sítio duas ou três vezes na semana para trazer ração para os animais e sempre contratava alguém para ajudar. Segundo informes que recebemos, foram esses dois homens que assassinaram a mando de traficantes. Ela foi achada com tiros nas mãos, o que indica que ela ainda tentou se livrar", comentou o policial.

O cabo da PM acrescentou que o crime tem relação com o veículo da vítima, que teve peças furtadas da frente do sítio. "Pode ter relação com a briga, porque ela atraiu a polícia para o local. Com isso, um traficante teria ordenado a morte", disse.

 

Investigação

 

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e a Polícia Civil iniciaram as investigações e recolheram o corpo da empresária para análise pericial. A Divisão de Homicídios instaurou um inquérito para apurar o caso. Ninguém foi preso, até a manhã desta quinta-feira.

Fonte: G:1