Plantão
Caucaia

AMT é convidada a colaborar com Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões

Publicado dia 11/04/2018 às 21h50min
Foi o primeiro encontro promovido pelo Detran com uma Autarquia para discutir o Pnatrans.

Convidada a participar do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), a Autarquia Municipal de Trânsito de Caucaia (AMT) apresentou nesta quarta-feira (11/4) ações e ideias ao Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE). 

Foi o primeiro encontro promovido pelo Detran com uma Autarquia para discutir o Pnatrans. “Estamos entrando como um dos participantes, onde a contribuição da AMT irá ser compilada e formatada para ser distribuída e poder ser utilizada”, explica o presidente da AMT, Carlos Augusto Cavalcante Cunha.

O projeto geral do Pnatrans vem do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que está elaborando o documento em parceria com várias autarquias em todo o Brasil. “Nós demos a nossa contribuição mostrando ações da AMT como o ‘Maio Amarelo’, a Semana do Trânsito e o cronograma de palestras educativas nas escolas”, ressalta Carlos Sidney, vice-presidente do órgão.

O Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) foi quem provocou a AMT a participar do Plano com projetos em execução em Caucaia e compartilhar as ações realizadas no município que possam ser aproveitadas para o Pnatrans. “Fizemos uma apresentação e expulsemos nossas atividades que desenvolvemos em Caucaia”, explica Cavalcante.

PNATRANS
Criado em dezembro de 2017 pelo Projeto de Lei 8.272/14, o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito prevê, ao longo de dez anos, reduzir pela metade a proporção de mortos em relação à população e em relação ao número de veículos.

Fonte: Metrópole News