Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha
Imagem Do Topo

Dois dos 4 cachorros abandonados na Tabuba em Caucaia, sem água e comida têm alta

Após seis dias sem comida e água, dois cachorros da raça Shit-zu abandonados em um apartamento na Praia da Tabuba, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), tiveram alta da clínica veterinária onde receberam os primeiros cuidados. A situação dos cães, rebatizados de Maggie e Spock, é estável, segundo a clínica. Os poodles, contudo, permanecem internados em estado grave. Um inquérito foi aberto na Polícia para apurar o caso.
 
Os quatro cães foram abandonados no apartamento sem comida e água. A polícia ambiental, veterinários e integrantes de uma ONG protetora de animais foram ao local e resgataram os cães. Ainda não há previsão de quando esses animais serão disponibilizados para adoção.
 
"O inquérito foi aberto ontem, então, ainda vai haver a denúncia do Ministério Público. Vamos saber se eles aceitam ou não. Depois disso, iremos fazer adoção criteriosamente", explica Stefanie.
 
Agora, os dois cachorros que tiveram alta brincam no colo da protetora de animais Stefanie Rodrigues, presidente da Organização Não Governamental Anjos para Proteção Animal (APA), que participou do resgate dos bichos, na tarde de segunda-feira (2).
 
"Quando chegamos no local, já havia o delegado da Polícia Civil, o doutor Henrique Silva. Tinha um animal em estado grave, em estado de inanição [debilidade provocada por falta de alimentação]. Eles estavam em estado deplorável", relatou a mulher.
 
Crime ambiental
 
Os tutores dos animais, um casal, viajaram e deixaram os cachorros trancados sem alimentação, relatados pela vizinhança aos policiais. Os cães estavam em um local sujo e se alimentando das próprias fezes e urina.
 
O casal vai responder por crime ambiental, de acordo com o delegado Henrique Silva, do 11º Distrito Policial, que deu apoio no resgate dos cães.
 
Sthefanie Rodrigues acolheu os animais e os encaminhou para uma clínica veterinária. De acordo com ela, eles estavam muito sujos, com pulgas e carrapatos, por isso teve dificuldade de encontrar petshops que os aceitassem.
 
"Esses animais ficarão na nossa custódia. Denunciamos os proprietários e iremos processá-los por crime de maus tratos. Eles submeteram os animais à tortura psicológica", disse Stefanie. A protetora ressalta que todas adoções realizadas pela ONG são fiscalizadas. "Nós protetores não vamos desistir de lutar pelos animais", afirma.
 
Via: G1
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Nossos Contatos

Entre em contato conosco

WhatsApp - 85 8121-5746

 

ANUNCIE EM NOSSO SITE E APAREÇA DE VERDADE

TEMOS UM ESPAÇO ESPECIAL PARA SEU ANUNCIO

 

Imagens das Postagens

Mais um homicídio no Padre Júlio Maria em Caucaia

Câmara Municipal de Fortaleza aprova criação de 600 vagas para o Instituto José Frota (IJF)

Homem é morto após realizar assalto no Bairro Aldeota, em Fortaleza

Ex-presidiário é morto dentro de bar no Padre Júlio Maria em Caucaia

Ônibus pega fogo e fica destruído na BR-222, em Caucaia

Assalto a ônibus metropolitano da linha Jurema em Caucaia

Fortaleza bate o CSA e agora mira vaga na Sulamericana.

Ceará perde para Chapecoense, e fica próximo do Z4

Carro é furtado duas vezes no mesmo dia no Bairro Meireles, em Fortaleza

PORTAL METRÓPOLE NEWS © 2018 Todos direitos reservados