Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha
Imagem Do Topo

Mentora de crime contra idosa no Icaraí em Caucaia ofereceu R$ 30 mil para namorado da cuidadora

Foto: Leandro Leal/Metrópole News Foto: Leandro Leal/Metrópole News
A irmã da cuidadora Iza Pismel, mulher apontada como uma das responsáveis pela morte da idosa de 82 anos de quem tomava conta, no Icaraí em Caucaia. Maria Nisia Teixeira Freitas, prometeu R$ 30 mil para o namorado de Pismel para que ele cometesse o crime contra a idosa. A mulher é uma das seis pessoas suspeitas de participação no caso. Duas delas (Iza Pismel e o namorado) estão presas e as outras quatro seguem foragidas. Maria Nisia foi morta nesta sexta-feira (24) e sepultada neste domingo (26).
 
Segundo as investigações, o crime teve participação da própria cuidadora da idosa, Iza Pismel, de 52 anos, com ajuda do namorado, Carlos André Sampaio Santos, de 31 anos, da irmã dela, Tereza, e outras três pessoas.
 
“Ele nos afirmou que foi 'peitado' por Tereza pelo valor de R$ 30 mil, pra que fizesse esse roubo lá na casa. Inclusive ela, Tereza, daria o apoio logístico com carro e outros três indivíduos”, disse o delegado Elzo Moreira, do 22º Distrito Policial, responsável pelas investigações do caso.
 
A cuidadora era responsável pelo acesso às contas bancárias de Maria Nisia, que era servidora federal. E também cuidava do esposo da idosa, que sofre de Alzheimer. A suspeita vivia em uma casa avaliada em mais de R$ 1,2 milhão, de propriedade da idosa, localizada de frente para a residência da vítima.
 
Moravam na casa Iza, a filha dela e, mais recentemente, o namorado, Carlos André. O casal estava junto há cerca de três meses.
 
Familiares da vítima acreditam que a funcionária estava dando doses excessivas de remédios para o marido de Maria Nisia, fazendo com que ele ficasse com a memória mais afetada.
 
“Um familiar da vítima nos informou que acredita que a dosagem de medicamento dada a esse senhor seja excessiva. Ele continuava um pouco lento de raciocínio. Depois que eles suspenderam esse medicamento, ele passou a reagir melhor, e com a memória até preservada”, comentou o delegado.
 
Iza Pismel era próxima da vítima e trabalhava há dois anos como cuidadora da idosa. Maria Nisia era amiga do pai de Iza Pismel e atendeu a um pedido dele ao oferecer o emprego à cuidadora.
 
Cuidadora e namorado foram presos momentos após o crime em perseguição policial. Eles estavam fugindo com o carro da idosa.
 
NAMORADO REVELOU PARTICIPAÇÃO DA CUIDADORA
 
Carlos André, com antecedentes criminais por roubo e receptação, confessou o crime e revelou a participação da namorada durante depoimento.
 
De acordo com o delegado, Iza Pismel mandou o namorado retirar o HD que armazenava as imagens do circuito interno de segurança da casa da idosa, dias antes do crime.
 
“Chegou ao nosso conhecimento que, há pouco tempo, a senhora Iza, a cuidadora, tinha pedido ao namorado Carlos André que retirasse esse HD. Por essa razão é que nós demos voz de prisão à senhora, pois ela estava envolvida, já que mandou retirar o HD”, ratificou Moreira.
 
NAMORAVAM HÁ CERCA DE 3 MESES
 
Iza Pismel e Carlos André namoravam há cerca de três meses. O homem é natural da Bahia e veio de São Paulo para o Ceará. Ele contou à polícia que estava vivendo em abrigos e resolveu pedir emprego de casa em casa, chegando à residência da idosa, que o recomendou a procurar sua funcionária, a cuidadora.
 
Assim, o casal se conheceu e começou a planejar o crime, de acordo com as investigações.
 
A principal suspeita da polícia é de que os envolvidos pretendiam transferir a posse das casas de Maria Nisia para os próprios nomes. Durante as investigações, a polícia encontrou documentos das propriedades em uma gaveta dentro da casa onde a cuidadora estava morando.
 
A polícia está ouvindo novas testemunhas, como familiares, vizinhos, funcionários e ex-empregados da casa.
 
O CRIME
 
Maria Nisia Teixeira Freitas, 82 anos, foi assassinada a pauladas dentro de casa, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, na última sexta-feira (24).
 
A polícia descobriu o crime após uma denúncia recebida via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) sobre um assalto a residência que estaria em andamento no bairro Icaraí.
 
Com a informação de que um suspeito havia matado a proprietária da casa e fugido no veículo da vítima, os militares realizaram buscas e o automóvel foi identificado e localizado em uma avenida de Caucaia por meio do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia).
 
Após uma perseguição, o carro dirigido pelo suspeito acabou colidindo em outro, momento em que foi realizado um cerco policial e os suspeitos foram presos.
 
A dupla foi autuada em flagrante por latrocínio.
 
Via: TNH1
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Nossos Contatos

Entre em contato conosco

WhatsApp - 85 8121-5746

 

ANUNCIE EM NOSSO SITE E APAREÇA DE VERDADE

TEMOS UM ESPAÇO ESPECIAL PARA SEU ANUNCIO

 

Imagens das Postagens

Marinha alerta para ressaca do mar, com ondas de até 2,5 metros no litoral do Ceará

Stone abre vagas no Ceará com salários a partir de R$ 3,2 mil

Sine Municipal de Caucaia tem 57 vagas de emprego nesta terça-feira (18)

Homem tem casa invadida e é assassinado no Sítios Novos em Caucaia

Prefeito Naumi Amorim autoriza início imediato da obra na Estrada da Barra Nova

Ex-presidiária é morta no Distrito de Sítios Novos em Caucaia

Motorista bate van em poste na Avenida 13 de Maio em Fortaleza

Jovens profissionais cearenses dão início ao Programa de Trainee da CSP

Sine de Caucaia tem 86 vagas de emprego disponíveis nesta sexta-feira (14)

PORTAL METRÓPOLE NEWS © 2018 Todos direitos reservados